Seminário discute inovação na educação básica com foco no futuro das novas gerações

Santa Cruz do Sul – Desde maio de 2018, o Conselho Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação de Santa Cruz do Sul (COMCITI) e o Fórum Temático de Tecnologia e Informação da Associação Santa Cruz Novos Rumos (Ascnor) uniram seus grupos de trabalho ao redor do tema Cidades Inteligentes. Entre os grandes temas da área, o grupo escolheu dar ênfase para Computação na Educação, com iniciativas focadas nos estudantes do ensino básico. Nesse sentido, gestores públicos, empresários, acadêmicos e interessados no assunto participaram do seminário Educação e Computação – preocupação com o nosso amanhã, que aconteceu no Auditório da Associação de Entidades Empresariais de Santa Cruz do Sul (Assemp).

O seminário foi aberto pelo presidente do COMCITI, vice-presidente da Assemp e coordenador do fórum da Ascnor, Eduardo Kroth, que falou sobre o trabalho que vem sendo desenvolvido pelas entidades. “Nosso objetivo é inserir a computação de maneira inteligente, ensinando a lógica nas escolas de educação básica. Para isso, precisamos de parceiros, conscientizar todos os professores, os empresários e os gestores públicos. Temos que nos preocupar com nosso cidadão de 2025 e 2030”, destacou.

A professora da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs), Leila Ribeiro, membro da Sociedade Brasileira de Computação (SBC), palestrou sobre o trabalho desenvolvido pela entidade direcionado para a Computação na Educação Básica, em que ela desenvolve um trabalho sobre as diretrizes básicas de ensino. Durante a sua fala, ela ainda explicou o que é computação e por que usar computação na educação. “A empregabilidade exige essas habilidades ainda não ensinadas na escola”, disse ela.

Leila Ribeiro destacou que habilidades como fluência de ideias e criatividade se desenvolvem muito com a Computação que, além disso, é muito inclusiva e diminui as desigualdades sociais, econômicas, entre outras. A professora ainda disse que para ensinar computação na educação básica é preciso organização e objetivos, principalmente no que diz respeito em saber as habilidades que se quer formar com o aluno. Entre os desafios, ela destacou a capacitação de professores.

Já o superintendente Regional do Serviço Social da Indústria (Sesi), Juliano Colombo, discorreu sobre a atuação das escolas da entidade, que são modelo no Rio Grande do Sul e que praticam uma nova concepção de ensino. Ele trouxe um contexto de trabalho do século 20 e do século 21, futuro do mercado de trabalho, profissões que serão emergentes, cenário mundial, nacional, estadual e local da educação, o grande desafio de equalizar o ritmo do mercado de trabalho com a educação, entre outros assuntos.

Juliano Colombo falou sobre a importância de transformar a educação. “O grande desafio é mudar o modelo de educação”, frisou. Ao mostrar dados estatísticos, o palestrante mencionou que Santa Cruz do Sul apesar de todo o seu desenvolvimento está alinhada as estatísticas do Brasil e do Grande do Sul, com preocupação para o Ensino Médio. “A escola precisa ajudar a preparar as pessoas para o trabalho para podermos evoluir”. O Seminário foi uma promoção da Assemp, Ascnor, Associação das Empresas de Tecnologia da Informação dos Vales do Rio Pardo e Taquari (ATIVales) e COMCITI.

Seminário sobre inovação na educação acontece nesta quinta-feira

Palestrante Leila Ribeiro
Palestrante Juliano Colombo

Santa Cruz do Sul – Nesta quinta-feira, 14 de fevereiro, acontece o seminário Educação e Computação – preocupação com o nosso amanhã, das 13h30 às 15h30, no Auditório da Associação de Entidades Empresariais de Santa Cruz do Sul (Assemp). A iniciativa vai contar com dois palestrantes, a professora da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs), Leila Ribeiro, e o superintendente Regional do Serviço Social da Industria (Sesi), Juliano Colombo. O evento é uma promoção da Assemp, Ascnor, Associação das Empresas de Tecnologia da Informação dos Vales do Rio Pardo e Taquari (ATIVales) e COMCITI.

“Esse evento está dando atenção a um tema recorrente: que ensino estamos repassando aos nossos estudantes? Que preparação estamos dando para as futuras profissões?. Queremos conscientizar empresários e gestores públicos sobre o futuro da educação básica”, explica o presidente do COMCITI, vice-presidente da Assemp e coordenador do Fórum de Tecnologia e Inovação da Ascnor, Eduardo Kroth, quando fala dos objetivos do seminário. Os interessados em participar do evento ainda podem confirmar presença com a Janaina através do e-mail assemp@assempscs.com.br.

PALESTRANTES – Leila Ribeiro possui graduação em Ciências da Computação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs), mestrado em Ciências da Computação pela Ufrgs e doutorado em Informática pela Universidade Técnica de Berlim. Atualmente é professora titular da Ufrgs, e membro do IFIP TC1 (Foundations of Computer Science) e membro efetivo da Sociedade Brasileira de Computação (SBC), onde também é diretora de Ensino de Computação na Educação Básica.

Já Juliano Colombo é Bacharel em Ciências Contábeis, com Pós-Graduação em Gestão Empresarial, MBA em Marketing Estratégico e MBA em Finanças, Controladoria e Auditoria. Funcionário do Serviço Social da Indústria (Sesi) no Rio Grande do Sul há mais de 22 anos, ele exerce, desde 2015, a função de Superintendente Regional, tendo vasta experiência na implantação e gestão de projetos nas áreas de Educação e Saúde no trabalho.

Programação:
13h30 – Recepção
13h45 – Abertura
14h – Computação na Educação: importância e viabilidade
Palestrante: Leila Ribeiro – professora titular do INF/UFRGS
14h30 – Mundo do Trabalho do Século XXI-Escola do Século XX – O que fazer?
Palestrante: Juliano Colombo – superintendente Regional do Sesi
15h – Painel aberto
15h30 – Encerramento

Seminário aborda inovação na educação

Evento acontece na próxima quinta-feira, 14, das 13h30 às 15h30, no Auditório da Assemp

Santa Cruz do Sul – Com a iniciativa de criar ações para o ensino básico de Santa Cruz do Sul, o seminário Educação e Computação – preocupação com o nosso amanhã vai abordar a inovação na educação. O evento, que acontece na próxima quinta-feira, 14, das 13h30 às 15h30, no Auditório da Assemp, vai ter como palestrantes a professora da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs), Leila Ribeiro, e o superintendente Regional do Serviço Social da Industria (Sesi), Juliano Colombo.

O seminário é uma promoção da Associação de Entidades Empresariais de Santa Cruz do Sul (Assemp), Associação Santa Cruz Novos Rumos (Ascnor), Associação das Empresas de Tecnologia da Informação dos Vales do Rio Pardo e Taquari (Ativales) e Conselho Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação (COMCITI). Conforme o presidente do COMCITI e vice-presidente de Desenvolvimento da Assemp, Eduardo Kroth, o evento, além de auxiliar o meio educacional, tem o intuito de ampliar a conscientização do empresariado diante do futuro da educação. “Queremos também conscientizar os gestores públicos sobre a importância deste assunto”, destaca Kroth.

Kroth explica que os palestrantes trazem muito conhecimento a cerca do assunto, visto que os profissionais têm experiências práticas. Ele conta que a Sociedade Brasileira de Computação (SBC) abriu uma linha de atuação direcionada para computação na educação básica, em que a professora Leila desenvolve um trabalho sobre as diretrizes básicas de ensino. Já o Sesi possui duas escolas modelo no Rio Grande do Sul, onde se tem uma nova concepção de ensinamento. “Com esse intuito, as entidades promotoras querem compartilhar estas experiências com os convidados”, ressalta. Os interessados em participar do evento devem confirmar presença com a Janaina através do e-mail assemp@assempscs.com.br.

Empregabilidade no futuro é foco nas escolas de Santa Cruz do Sul

Computação na Educação faz parte das iniciativas do Fórum de Tecnologia e Inovação da Ascnor

Pensando no futuro das crianças é que surgiu o projeto Computação na Educação. Uma iniciativa que utiliza a técnica da computação desplugada – exercícios e jogos que ensinam a lógica computacional – e vai ao encontro da empregabilidade no futuro. “Queremos através da lógica, do raciocínio e com a técnica da computação desplugada nortear estes jovens para a empregabilidade no futuro”, destaca o coordenador do Fórum de Tecnologia e Inovação da Associação Santa Cruz Novos Rumos (Ascnor), Eduardo Kroth.

A ação, realizada em nove escolas municipais e estaduais de Santa Cruz do Sul e coordenada pela professora Márcia Kniphoff da Cruz, é uma iniciativa da Ascnor em parceria com a Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc), através do Projeto Universidade Inclusão Digital, Associação de Entidades Empresariais de Santa Cruz do Sul (Assemp) e Conselho Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação (COMCITI). Conforme Kroth, um piloto foi realizado em 2018 com o auxílio de alunos bolsistas do curso de Licenciatura em Computação da Unisc. “Em 2018, foram 16 encontros que envolveram 195 crianças. É apenas o início de um projeto que deve se estender ao longo de 2019”, destaca Kroth.

Outro projeto que faz parte do Fórum de Tecnologia e Inovação da Ascnor e que será implementado é o Banco Social de Tecnologia, que consiste na coleta e distribuição de equipamentos tecnológicos – computadores, celulares, impressoras, entre outros – em desuso nas empresas que, em parceria com estudantes de informática do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac-RS) e Centro de Educação Profissional da Unisc (Cepru), serão consertados e doados para instituições sociais e escolas. “O primeiro passo será contatar as empresas parceiras que estarão dispostas a doar os materiais”, explica Kroth. Dentro do mesmo fórum ainda tem mais uma iniciativa programada que é a realização de um evento de sensibilização do empresariado dentro da temática.

FÓRUNS – De acordo com o executivo da Ascnor, Guilherme de Souza, o escritório da associação está em funcionamento junto ao novo prédio da Assemp – Rua Coronel Oscar Rafael Jost, 1571, Universitário – e aberto para quem estiver interessado em conhecer mais os projetos e ações de novos rumos para Santa Cruz do Sul e região. Os Fóruns de Infraestrutura, Meio Ambiente e Turismo também estão retomando os encontros para o desenvolvimento das atividades para o ano de 2019. “Neste início de ano, já estamos com muitas novidades e com vários planejamentos”, ressalta Souza. No fim do ano passado, os coordenadores dos fóruns apresentaram as principais iniciativas de cada grupo que, para este ano, serão continuadas e agregadas a novas realizações.

, , , ,

Projeto da Ascnor pretende atualizar educação de Santa Cruz

Grupo vai focar em educação para a computação, área crescente na geração de empregos

A Associação Santa Cruz Novo Rumos (Ascnor) e Conselho Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação (Comciti), promoveram um encontro na manhã desta sexta-feira, 17, para apresentar uma proposição do projeto “Educação em Computação” para a secretária Municipal de Educação, Jaqueline Marques. O evento aconteceu na sala de reuniões da Assemp e contou com membros do Fórum de Tecnologia e Inovação da Ascnor, do Comciti e da Secretaria de Educação de Santa Cruz do Sul.

O empresário e coordenador do Fórum, Eduardo Kroth, abriu o encontro salientando que o grupo tem trabalhado nos últimos anos em três grandes áreas de atuação: Educação em Computação, Cidades Inteligentes – Internet das coisas; e Transparência de Dados – Dados abertos. “Em 2018, o grupo escolheu que o foco do trabalho seria a Educação para a Computação, dada a empregabilidade da geração atual, em 2030”.

Foram apresentadas as principais linhas de trabalho propostas pelo grupo para o trabalho conjunto com a Secretaria Municipal: atualização de equipamentos e suporte técnico adequado aos laboratórios de informática das escolas; programa de motivação e conscientização do corpo docente; investimento de recursos ao projeto de inclusão digital; e campanha visual de conscientização abrangente da população.

Após a apresentação, a secretária Jaqueline Marques destacou que os investimentos realizados atualmente e nos últimos anos pela Secretaria de Educação têm sido destinados à manutenção de infraestrutura das Escolas devido a cortes elevados nos repasses federais. “No entanto, temos buscado manter os investimentos em capacitação continuada dos professores da rede”, argumentou.

Por fim, a secretária Jaqueline Marques agradeceu o apoio do grupo de trabalho. Nas próximas reuniões, serão desenvolvidos os projetos com base nessas linhas apresentadas, elencados orçamentos e formas de captação dos recursos. As reuniões do Fórum Temático de Tecnologia e Inovação são abertas a comunidade, mais informações através do e-mail guilherme@santacruznovosrumos.com.br.