Fóruns mostram principais iniciativas do Projeto Santa Cruz Novos Rumos

Os Fóruns de Infraestrutura, Tecnologia e Inovação, Meio Ambiente e Turismo do Projeto Santa Cruz Novos Rumos realizaram, na manhã desta sexta-feira. 30, um encontro no Auditório da Assemp. Durante o evento, prestigiado por lideranças da comunidade santa-cruzense, os coordenadores dos fóruns apresentaram as principais iniciativas de cada grupo desde a retomada dos encontros, em abril deste ano. “Iniciamos este trabalho há 10 anos, com importantes contribuições para o desenvolvimento do município. Mas, a sociedade ainda precisa de mais espaço na gestão pública para poder contribuir mais intensivamente”, destacou o presidente da Associação Santa Cruz Novos Rumos, Flávio Haas, na abertura do evento. Conforme Haas, o grande objetivo na origem do Projeto foi a diversificação na matriz econômica, destacando as áreas de Turismo, Agronegócio e Logística, como prioridades, e todas estas estão com ações em andamento.
A coordenadora do Fórum de Meio Ambiente, Virgínia Purper, apresentou as iniciativas lideradas pelo grupo, com destaque para a revisão do Plano Diretor Municipal, Plano de Arborização Municipal e Plano Regional de Destinação de Resíduos Sólidos. Em seguida, a coordenadora do Fórum de Turismo, Silvani Janisse Frantz, abordou o trabalho desenvolvido na área, com ênfase para a união das entidades que trabalham o Turismo em Santa Cruz do Sul. “Também estamos preparando um evento voltado a desenvolver soluções para o Turismo Regional e outro de apoio e aproximação dos municípios do Vale do Rio Pardo”, frisou ela. Na pauta do fórum, também estão a revisão Projeto Aprendendo Turismo e a criação do Centro de Eventos de Santa Cruz do Sul.
O trabalho realizado pelo Fórum de Infraestrutura foi relatado pelo seu coordenador, Jairo Breuning. Entre as iniciativas, a revisão do Plano Diretor Municipal; o desenvolvimento de Vias de Tráfego (com por exemplo entre as ruas Thomas Flores e Barão do Arroio Grande); o desenvolvimento de soluções para o Transporte Coletivo, como o fórum realizado na última quarta-feira, 28; o incentivo a Fontes de Energias Renováveis; e o incentivo a alternativas ao Tráfego Convencional.

Tecnologia e Inovação – O presidente do Conselho Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação (Comciti) e coordenador do Fórum de Tecnologia e Inovação do Novos Rumos, Eduardo Kroth, explanou sobre as principais iniciativas da área. Ele apresentou o projeto de Computação na Educação, cujo piloto está em andamento nas escolas municipais. “Temos convicção que a computação, inclusive a desplugada, será decisiva para definir a empregabilidade no futuro”, frisou. Kroth ainda abordou a criação do Banco Social de Informática, a realização de um evento de sensibilização do empresariado sobre o tema e a busca de uma maior participação na Gestão Pública Municipal.

Saiba mais:

Fórum Temático de Meio Ambiente
Revisão do Plano Diretor Municipal;
Plano de Arborização Municipal;
Plano Regional de Destinação de Resíduos Sólidos.

Fórum Temático de Turismo
União das Entidades que Trabalham o Turismo em Santa Cruz do Sul;
Evento Voltado a Desenvolver Soluções para o Turismo Regional;
Revisão do Projeto Aprendendo Turismo;
Realização de Evento de Apoio e Aproximação dos Municípios do Vale do Rio Pardo.
Centro de Eventos de Santa Cruz do Sul.

Fórum Temático de Infraestrutura
Revisão do Plano Diretor Municipal;
Desenvolvimento de Vias de Tráfego (Thomas Flores/Barão do Arroio Grande);
Desenvolvimento de Soluções para o Transporte Coletivo;
Incentivo à Fontes de Energias Renováveis;
Incentivo à Alternativas ao Tráfego Convencional.

Fórum Temático de Tecnologia e Inovação
Ensino de Computação na Educação;
Banco Social de Informática;
Evento de Sensibilização do Empresariado;
Maior Participação na Gestão Pública Municipal.

Seminário aborda pontos críticos do transporte coletivo urbano de Santa Cruz

Cerca de 70 pessoas, entre lideranças locais, comunidade e imprensa, estiveram reunidas na tarde desta quarta-feira, 28, no auditório da Assemp, para o 1º Seminário do Transporte Coletivo de Santa Cruz do Sul, promovido pela Associação Santa Cruz Novos Rumos (Ascnor), com apoio da Agência Reguladora de Serviços Delegados de Santa Cruz do Sul (Agerst) e da Associação de Entidades Empresariais de Santa Cruz do Sul (Assemp). A intenção foi discutir o cenário do transporte coletivo urbano do município e levantar os pontos críticos do preço da passagem.

O presidente da Agerst, José Luiz Juruena, abriu o evento com dados sobre os custos do serviço conforme a tabela do Ministério dos Transportes. Com apoio do conselheiro da Agerst, Marlo Eisenhardt, e do técnico da prefeitura, Laércio Canabarro, foram exemplificados valores como combustível, depreciação da frota, remuneração, despesas com pessoal e despesas administrativas, que impactam no cálculo final da tarifa. “A proposta é justamente discutir nossa realidade e buscar soluções viáveis para problemas reais, como a variação no número de passageiros”, destacou o presidente da Agerst.

Em seguida, o diretor de Tarifas e Estudos Econômicos e Financeiros da Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos Delegados do Rio Grande do Sul (Agergs), Odair Gonçalves, abordou os Pontos Críticos e o Ponto Ideal da Tabela de Composição do Preço da Passagem do Transporte Coletivo. “Hoje todo custo é dividido entre os usuários”, enfatizou. Ele complementou dizendo que um dos fatores que mais impacta no valor final é a evasão de passageiros. “Por isso é tão importante acompanhar e avaliar estes serviços”, ressaltou Gonçalves.

Quem esteve presente e contribuiu com o debate foi o promotor de Defesa Comunitária, Érico Barin, pontuando que, quando o assunto é reajuste, é necessário levar em consideração as peculiaridades do local. “Por ações do Ministério Público e do Procon, junto aos empresários dos postos de gasolina, hoje Santa Cruz do Sul tem um dos combustíveis mais baixos do Rio Grande do Sul, e isso é um dado concreto que deve ser cogitado quando se trata do transporte local”, avaliou. “Seguiremos trabalhando judicialmente para uma adequação do valor tarifário. Além disso, pretendemos estreitar os laços entre o Ministério Público e a Agerst para trabalhar de forma conjunta e buscar melhores resultados”, completou o promotor.

Na visão do conselheiro da Agerst, Astor José Gruner, a primeira edição do Seminário plantou boas sementes. “Recebemos todas as contribuições de forma muito positiva. Agora vamos buscar alternativas para que, em um futuro próximo, tenhamos um transporte melhor e mais barato em Santa Cruz do Sul”, salientou.

Santa Cruz Novos Rumos promove 1º Seminário do Transporte Coletivo de Santa Cruz

Evento gratuito ocorre no dia 28 de novembro, a partir das 13h30, no auditório da Assemp

Discutir o cenário do transporte coletivo urbano do município e levantar os pontos críticos do preço da passagem. Este é o objetivo do 1º Seminário do Transporte Coletivo de Santa Cruz do Sul que será realizado na próxima quarta-feira, 28 de novembro, a partir das 13h30, no auditório da Assemp. O evento é uma realização da Associação Santa Cruz Novos Rumos (Ascnor), com apoio da Associação de Entidades Empresariais de Santa Cruz do Sul (Assemp) e da Agência Reguladora de Serviços Delegados de Santa Cruz do Sul (Agerst), e pretende reunir lideranças locais para discutir alternativas para os gargalos do transporte coletivo urbano na cidade. “Este é um problema crônico da comunidade santa-cruzense há muitos anos e chega agora em um ponto de total insustentabilidade, por isso, estamos promovendo essa importante discussão”, destaca o presidente da Ascnor, Flávio Haas.

A programação do Seminário será composta por duas palestras. Às 14 horas, a Agência Reguladora de Serviços Delegados de Santa Cruz do Sul vai abordar o Cenário do Transporte Coletivo Urbano em Santa Cruz do Sul. Em seguida, às 14h45, o diretor de Tarifas e Estudos Econômicos e Financeiros da Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos Delegados do Rio Grande do Sul (Agergs), Odair Gonçalves, vai enfocar Pontos Críticos e Ponto Ideal da Tabela de Composição do Preço da Passagem do Transporte Coletivo. O evento encerra às 16 horas, após discussão dos temas. “É o momento de abrir esta discussão com a sociedade e buscar alternativas viáveis. Temos um compromisso como tema e com a busca de soluções”, ressalta o presidente da Agerst, José Luiz Juruena.

As inscrições para o evento são gratuitas e podem ser feitas pelo telefone 3715-2446 ou e-mail agerst@santacruz.rs.gov.br.

Confira a programação completa do Seminário:
13h30 – Cadastramento
13h45 – Abertura e Boas Vindas
14h – Cenário do Transporte Coletivo Urbano em Santa Cruz do Sul – palestra da Agência Reguladora de Serviços Delegados de Santa Cruz do Sul (Agerst)
14h45 – Pontos Críticos e Ponto Ideal da Tabela de Composição do Preço da Passagem do Transporte Coletivo – com o palestrante Odair Gonçalves, diretor de Tarifas e Estudos Econômicos e Financeiros da Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos Delegados do Rio Grande do Sul (Agergs)
15h30 – Discussão Sobre o Tema
16h – Encerramento

, , , ,

Projeto da Ascnor pretende atualizar educação de Santa Cruz

Grupo vai focar em educação para a computação, área crescente na geração de empregos

A Associação Santa Cruz Novo Rumos (Ascnor) e Conselho Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação (Comciti), promoveram um encontro na manhã desta sexta-feira, 17, para apresentar uma proposição do projeto “Educação em Computação” para a secretária Municipal de Educação, Jaqueline Marques. O evento aconteceu na sala de reuniões da Assemp e contou com membros do Fórum de Tecnologia e Inovação da Ascnor, do Comciti e da Secretaria de Educação de Santa Cruz do Sul.

O empresário e coordenador do Fórum, Eduardo Kroth, abriu o encontro salientando que o grupo tem trabalhado nos últimos anos em três grandes áreas de atuação: Educação em Computação, Cidades Inteligentes – Internet das coisas; e Transparência de Dados – Dados abertos. “Em 2018, o grupo escolheu que o foco do trabalho seria a Educação para a Computação, dada a empregabilidade da geração atual, em 2030”.

Foram apresentadas as principais linhas de trabalho propostas pelo grupo para o trabalho conjunto com a Secretaria Municipal: atualização de equipamentos e suporte técnico adequado aos laboratórios de informática das escolas; programa de motivação e conscientização do corpo docente; investimento de recursos ao projeto de inclusão digital; e campanha visual de conscientização abrangente da população.

Após a apresentação, a secretária Jaqueline Marques destacou que os investimentos realizados atualmente e nos últimos anos pela Secretaria de Educação têm sido destinados à manutenção de infraestrutura das Escolas devido a cortes elevados nos repasses federais. “No entanto, temos buscado manter os investimentos em capacitação continuada dos professores da rede”, argumentou.

Por fim, a secretária Jaqueline Marques agradeceu o apoio do grupo de trabalho. Nas próximas reuniões, serão desenvolvidos os projetos com base nessas linhas apresentadas, elencados orçamentos e formas de captação dos recursos. As reuniões do Fórum Temático de Tecnologia e Inovação são abertas a comunidade, mais informações através do e-mail guilherme@santacruznovosrumos.com.br.